sexta-feira, março 21, 2008

RADAR

Lauro Jardim
e-mail: ljardim@abril.com.br

Governo

A farra das MPs
Lula andou dizendo que é "humanamente impossível governar sem medidas provisórias". Pois é, nestes cinco anos e três meses de governo, Lula editou 319 MPs. Uma a cada seis dias. Ou seja, se há algo que Lula fez religiosamente todas as semanas foi mandar uma dessas medidas para o Congresso.

A caminho da milésima
Aliás, faltam somente 16 MPs para que Lula alcance a marca de FHC. Em números absolutos, pois em números relativos está dando um banho em FHC. No governo passado, a velocidade da edição de medidas provisórias era de uma a cada nove dias. Mas, antes disso, Lula bate outra marca – a da milésima MP. Faltam apenas dez. "Nunca antes neste país...".

Bolsa fria
O bolsa-geladeira começou a andar. Para deslanchar a idéia, Patrus Ananias e Edison Lobão decidiram nomear na semana passada uma comissão com representantes do varejo, da indústria, do Instituto Brasileiro de Siderurgia e, claro, dos ministérios do Desenvolvimento Social e de Minas e Energia. Para quem não sabe, o projeto pretende trocar todas as geladeiras das famílias pobres por refrigeradores novos para economizar energia. O governo financiaria a troca. E a geladeira velha seria deixada nas lojas e vendida às siderúrgicas.

Diários do poder
Márcio Thomaz Bastos já sabe o que fazer com os seus diários do poder – os dezessete cadernos em que ele anotou suas impressões sobre o que viu nos quatro anos e dois meses em que foi ministro da Justiça de Lula. Resolveu seguir uma sugestão de um amigo e mandar tudo para o Arquivo Nacional. Terá o cuidado de embargar o material por, no mínimo, cinqüenta anos.

Marta "relaxou" no vôo 455 para Paris

Beto Barata/AE
Marta: exigências só para quem não é autoridade

Não foi exatamente tranqüilo o início do vôo 455 da Air France que na terça-feira passada decolou de São Paulo para Paris. A responsável pela trepidação foi Marta Suplicy, que ia para a China, com escala em Paris. Ao embarcar, o casal Marta e Luis Favre relaxou e decidiu não passar pela revista de bagagem de mão feita por raios X. Os Favre furaram a fila da Polícia Federal. Vários passageiros se revoltaram. Marta respondeu que, no Brasil, para as autoridades não valem as exigências que recaem sobre os brasileiros comuns. Os passageiros não relaxaram com a explicação. Continuaram a reclamar, mesmo com todos já embarcados. Deu-se, então, o inusitado: o comandante do Boeing 777 saiu do avião, chamou a segurança e disse que não decolaria até que todos os passageiros passassem suas bagagens de mão pelo raio X. Marta Suplicy deixou seu assento na primeira classe (Favre estava na executiva) e dignou-se fazer o que o comandante pediu. Nesse instante, os passageiros "relaxaram e gozaram".

Eleições 2008

O ultimato de Alckmin
Geraldo Alckmin deu um ultimato à direção nacional do PSDB na segunda-feira, numa conversa com Sérgio Guerra, o presidente do partido. Quer o apoio de verdade à sua candidatura a prefeito de São Paulo. Exige que a cúpula tucana desça do muro (ainda que ele seja alto) e dê declarações peremptórias a seu favor.

Será mesmo?
Na quarta-feira passada, o marqueteiro de Lula e Marta Suplicy, João Santana, levou para o presidente as primeiras pesquisas qualitativas e quantitativas que mandou fazer sobre as eleições de São Paulo. Por essas pesquisas que Santana mostrou a Lula no Palácio do Planalto, Marta ganharia em qualquer cenário.

Eleições 2010

Virou romaria
Agora é a vez de o ministro do PDT, ou melhor, do Trabalho, Carlos Lupi, ir encontrar-se com Aécio Neves, continuando a romaria que só fez aumentar desde o início do mês. A conversa está marcada para a semana que vem.

Câmara

A bancada do Cunha
A influência e o poder recém-adquiridos por Eduardo Cunha (PMDB-RJ) na Câmara é maior do que se imagina. Ele também é dono de uma bancada de 27 deputados, mais do que muito partido por aí. É basicamente uma turma que ele herdou de Anthony Garotinho.

Economia

Fora dos trilhos
Virou uma batalha judicial a aventura de Jorge Paulo Lemann, Beto Sicupira e Marcel Telles na CSX, a terceira maior ferrovia americana. Em dezembro, a 3G (pertencente ao trio) comprou 8,3% do capital da empresa. Pagou 1,5 bilhão de dólares pelo quinhão. Agora, a 3G está sendo processada pela CSX. É acusada de comprar lotes adicionais de ações por meio de operações com derivativos. O objetivo seria acumular uma posição na companhia maior do que o informado oficialmente e, eventualmente, tomar o controle da CSX.

Antonio Ribeiro
Coelho: do mandarim ao vietnamita


Coelho em 67 línguas

Paulo Coelho vai estar na edição de 2009 do Guinness, o livro dos recordes, numa categoria que o colocará ao lado de William Shakespeare. Antes que comecem as comparações entre os dois, eis o motivo: o dramaturgo e poeta inglês é o autor mais traduzido de todos os tempos e Coelho, o escritor vivo mais traduzido do mundo. De acordo com as contas do Guinness, O Alquimista já foi publicado em 67 línguas.

Bahia

O coronel e o general
Diálogo recente entre os aliados Geddel Vieira Lima (PMDB) e Jaques Wagner (PT), a propósito de alguns comentários de que o ministro é o novo coronel baiano, assumindo a patente que foi por décadas de ACM: "Coronel Geddel?", perguntou ironicamente Wagner. "Se eu sou coronel, deixa eu bater continência para o meu general...", respondeu o ministro de bate-pronto.

Propaganda

Leitte e guaraná
O Guaraná Antarctica terá uma nova garota-propaganda pelos próximos três anos – Claudia Leitte, a rival de Ivete Sangalo, acaba de ser contratada.

Música

O negócio é baixar
O país do samba não anda fazendo feio no consumo de música clássica. Duvida? O Brasil é o terceiro lugar entre os países que mais downloads fizeram na loja virtual da Deutsche Grammophon, o maior selo do gênero no mundo. À frente do Brasil, somente os EUA e a Alemanha. A explicação mais provável para esse desempenho é a carência de boas lojas especializadas por aqui.




Arquivo do blog