sábado, agosto 22, 2009

Diogo Mainardi Diogo Rimbaud

veja


"Rimbaud conduzia caravanas de mercadorias 
na Etiópia do rei Menelik II? A minha Etiópia 
é a TV Bloomberg do prefeito Bloomberg"

Arthur Rimbaud largou a poesia? Eu larguei a poesia. Ele se tornou um negociante de escravos e de armas? Eu me tornei um negociante de Gerdau ON e de Lupatech PN. Ele conduzia caravanas de mercadorias na Etiópia do rei Menelik II? A minha Etiópia é a TV Bloomberg do prefeito Bloomberg. Ele remunerava seus empregados com pares de sapatos, telescópios e laxantes? Eu remunero meus empregados com pares de sapatos, telescópios e laxantes. Ele era pago em táleres? Eu sou pago em reais. Ele amputou a perna? Eu lesionei o menisco.

Quando largou a poesia para se dedicar aos negócios, Rimbaud tinha 20 anos de idade. Eu demorei bem mais do que ele – só me aventurei pelo território selvagem da bolsa de valores no finzinho do ano passado. Assim como Rimbaud era acompanhado por seus camelos, eu sou acompanhado por meus leitores. Na mesma semana em que investi todas as minhas economias no mercado acionário, recomendei que os leitores me seguissem, trotando confiantemente atrás de mim. De lá para cá, eu e meus camelos conseguimos dobrar nossas economias.

Para poder apreciar plenamente a superioridade da vida mercantil sobre a vida contemplativa, é necessário analisar os índices financeiros de maneira obstinada, minuto a minuto. O resultado trimestral de uma siderúrgica ou de uma seguradora tem o poder de despertar nos investidores todo o repertório de distúrbios diagnosticados por Sigmund Freud em Sobre a Psicopatologia da Vida Cotidiana: esquecimentos, atos falhos, lapsos, erros reiterados, determinismo, sonhos proféticos, crendices. Arch Crawford usa a astrologia para fazer suas análises financeiras. Ninguém se saiu melhor do que ele nos últimos tempos. Ele previu a queda vertiginosa das bolsas de valores em setembro do ano passado. Ele previu a subida igualmente vertiginosa das bolsas de valores em fevereiro deste ano. O que os astros lhe indicam agora? Uma nova queda vertiginosa a partir de 3 de setembro, sinalizada por um eclipse lunar. Os investidores do mercado global guiam-se exatamente pelos mesmos princípios rudimentares dos barongos ou dos wakambas, duas tribos africanas citadas em outra obra de Sigmund Freud, Totem e Tabu.

Aplicar na bolsa de valores é como participar de um linchamento: a individualidade se dissolve na massa. Em 1841, Charles Mackay revelou o funcionamento das bolhas financeiras, associando-as a imposturas coletivas como a alquimia, o curandeirismo e – sim – a astrologia. Ele tratou também de imposturas relacionadas a políticos barbudos, como William FitzOsbert, ou Barbalonga, "o grande demagogo de seu tempo". Isso só pode ser um sinal: está na hora de largar a bolsa de valores e de esconder todos os táleres debaixo da cama.

Arquivo do blog