sexta-feira, julho 05, 2013

CESAR MAIA OS NENTs! O “OBSERVATÓRIO PARTICIPATIVO LENINISTA”!

OS NENTs! O "OBSERVATÓRIO PARTICIPATIVO LENINISTA"! GOVERNO NÃO ENTENDE AS REDES SOCIAIS! NEM PARTE DA IMPRENSA!

1. A imprensa, na lógica do período industrial de que não há movimento de massa sem chefe, busca nas ruas aqueles que seriam os líderes e encontram os que respondem com a mesma linguagem dos que leem os jornais, ou seja, estudantes universitários. Assim chegam à conclusão –tautológica- que se trata de um movimento de classe média de nível universitário. Claro, sempre que se entra nas redes sociais para buscar os polos mais estruturados na comunicação, se encontra no canal jovens, ou não, de nível universitário.

2. A OCDE divulgou dados, semana passada, de jovens, acima de 16 anos, que nem estudam, nem trabalham –NENT. No Brasil são 19%. No Rio (capital), segundo matéria do Globo/IPP, são 16,8%. Algo como 170 mil. Quantos estão nas redes sociais? Quantos foram às ruas? Essa sim seria uma investigação importante, e não chegar ao que já se sabe, pelos próprios contatos horizontais entre jornalistas e classe média nas redes.

3. Dia 28/06, Dilma se reuniu com associações jovens controladas pelos partidos que se dizem de esquerda. Procurou confundir o distinto público de forma a parecer na imprensa que são esses os jovens os que mobilizam as ruas. Deu um gás para eles, atropelados que foram pelas redes sociais des-hierarquizadas. E convidou sua Secretária Nacional da Juventude para tentar construir nas redes um movimento que as possa manipular.

4. A secretária disse que vai criar um "Observatório Participativo". É porque não entende nada de redes sociais. Nestas, os contatos são individuais e interativos e se multiplicam aleatoriamente. O sonho centralista de canalizar para um polo governamental é a certeza que em breve esse será alvo de críticas, chacotas e ataques nas redes. Inacreditavelmente foi isso o que decidiu o governo: Poderia ajustar o nome para "Observatório Participativo Leninista".

5. (G1, 28) A Secretaria Nacional da Juventude, ligada à Presidência da República, informou nesta sexta-feira (28) que o governo vai lançar em duas semanas um canal de diálogo com jovens por meio das redes sociais. O anúncio foi feito após reunião da presidente Dilma Rousseff com representantes de movimentos sociais formados por jovens, no Palácio do Planalto. Segundo informou a Secretaria-Geral, o "observatório participativo" será uma espécie de rede social, na qual o visitante criará seu próprio usuário e poderá interagir com os demais. Estará à disposição dos internautas também um banco de dados com textos e informações dirigidas aos jovens com temas sobre mobilidade, educação e saúde. 

6. Arghhhh!!!!!!!!!

Arquivo do blog